Bruno Dulcetti



Arquivos:

Categorias:

  • Amizade:

  • Artigos

  • Links:

    O meu, o seu, o nosso espaço!

    » Adobe Flex 3 e Adobe AIR – Resumo do Evento de Lançamento

    Hoje, logo após o viradão no Videolog para o lançamento do V3, lá foi Dulcetti para o Evento de Lançamento do Flex 3 e o Adobe AIR. Completamente cansado, praticamente virado, todo modafoca, mas vamo que vamo.

    E como foi essa palestra ae Dulça?

    O local eu já conhecia, belo prédio, espaço fodástico e tudo mais. A palestra foi com o Ben Forta, que é um modafoca sagás ae da Adobe e talz.

    Eu cheguei um pouco atrasado devido ao lançamento do V3, com isso, não consegui pegar a palestra toda dele sobre o Flex 3. Mas tá blz, semp problemas mesmo.

    E como vocês sabem, o cara é gringo e teve tradução simultânea, mas o problema foi que eu cheguei atrasado e nem peguei o fonezim modafoca, para ouvir a tradução e talz. Fui na cara e na coragem, ouvindo em inglês mermo. Até que me sai mais ou menos. Consegui entender pelo menos uns 50%, 60% fo que ele falava, e jah deu pra quebrar um galho legalzim.

    Quando eu cheguei, ele falou da diferença entre aplicativos offline e online. Citou o Google Docs e o Office da Microsoft, da diferença entre as aplicações, vantagens e desvantagens, etc, etc, etc.

    Só isso Bruno?

    Mais ou menos. Não consegui pegar muito conteúdo da palestra do Flex. Vi alguns exemplo, bibliotecas, ele criou alguns skins no Fireworks que podem ser reaproveitados no Flex e tudo mais.

    Ahhh tah… E a do Adobe AIR?

    Era a palestra que eu mais queria ir mesmo. Conhecer esse software, que pelo que me parecia, era brilhante. E é mesmo. O AIR serve para criar aplicativos para desktop, para funcionar tanto online, quanto offline. Brilhante. Qualquer coisa, pesquisem no Google ok? 😉

    Ele citou alguns Cases modafocas que vou citar abaixo:

    eBay

    Mostrando exemplo do eBay.com feito com AIR e Flex. Mostra como funciona, que não precisa de refreshs para atualizar os leilões, facilitando a experiência do usuário. Um exemplo de aplicação, foi quando ele falou que basta arrastar uma foto do seu desktop para o aplicativo do eBay, que já temos a imagem do produto a ser leiloado.

    SAP

    Conexao entre os dados: caso esteja online, ele pega as informações da última atualização e traz para o aplicativo; caso esteja offline, ele pega as últimas informações adquiridas na última vez que tenha ficado online.

    Reforça este ponto de poder ter essa sincronização online/offline, a experiência do usuário melhoradas, podendo trabalhar tanto online, quanto offline.

    Anthropologie

    Mostra o exemplo preferido por ele, de uma confecção de roupas femininas. Impressionante a aplicação, que é um catálogo que o usuário baixa da internet e pode ter todas as roupas atualizadas, sem que precise receber um catálogo a cada estação do ano, por exemplo.

    A cada momento que o usuário se conectar na internet, ele recebe todo o catálogo atualizado. O que mais me impressionou foi a busca por cores, por exemplo, ele mostra todas as roupas que combinam com aquela cor. E não somente cores, mas você pode também colocar imagens no aplicativo, que ele busca roupas que combinam com a cor da roupa da imagem.

    Você pode adicionar notes nas roupas adquiridas, colocá-las no carrinho, para sim, quando você estiver satisfeito, conectar-se a internet e enviar o pedido.

    Nickelodeon

    Aplicativo infantil, onde possui jogos. A cada acesso, o aplicativo baixa um jogo diferente. O mais interessante é que no jogo de quebra cabeças, a criança pode montar todo o quebra cabeça, mas sempre resta uma peça.

    Mas como que ele monta tudo então Dulça?

    Já sabia que você pensaria nisso e fosse perguntar. Simples, ele conecta a criança no site, onde ela viaja por ele, procurando a última peça. Muito boa essa interação e experiência para a criança.

    Bem modafocas esses Cases hein Dulcetti…

    Também achei. Principalmente rodando, perfeitinho.

    Abaixo vou citar alguns pontos importantes captados por mim mesmo, oh que legal hein 😉

    Adobe AIR Multi Plataforma

    Issso é importantíssimo. Eu como usuário Mac, gostei de ter ouvido isso, assim como todos os ouvintes. Simplesmente todos os S.O. possuem suporte ao Aplicativo e suas API’s.

    Como o AIR funciona?

    Ele monta um arquivo .air que recebe todo tipo de arquivo, tanto pdf, css, xml, entre outros. Você escreve códigos, como qualquer programação. Ele compila, renderiza este arquivo e compacta em um único arquivo .air. E levíssimo, isso que é o mais importante.

    Exemplo de trabalho no AIR

    Mostrou mexendo com Dreamweaver, um site criado e transformado em um aplicativo desktop AIR. O que eu não gostei foi que ele mostrou um código cheio de tabelas, ponto negativo 😀

    O trabalho é basicamente javascript e tem suporte ao webkit, e gostei muito disso. Já que não precisamos nos preocupar com browsers, já que é um aplicativo offline/desktop. Tudo que é feito no AIR, funciona no Safari, que é a engine do AIR, como vocês já devem saber.

    Aplicativo de Browser

    Mostrou um exemplo de aplicativo, onde ele criou em pouquíssimos minutos com umas 4 ou 5 linhas, um browser bem simples, com um campo de texto, um botão GO! e uma micro-tela onde abria o site digitado no campo de texto. Bem fácil e rápido.

    Outro ponto forte é o suporte a arquivos de som, vídeo, entre outras mídias, sem problema algum. Fora a ótima integração com o Acrobat Reader. Ele aplica dados de dentro de um aplicativo para um PDF, em tempo real. Você adiciona e exporta o PDF, caso queira colocar outro, não precisa fechar e exportar novamente, criando outro PDF, pois eles possuem essa integração, comunicação magnífica.

    Limitações

    Abaixo vão algumas limitações citadas pelo Ben Forta:

    • O AIR é pouco acessível, ele admite. Ele diz que o flash é mais acessível que o AIR, imagine só hein.
    • Limitações para impressões de arquivos.
    • Limitações para linguagens. São poucos idiomas ainda utilizados
    • Não suporta outras bibliotecas, por causa da segurança, mas estudam melhorar isso nas próximas versões.

    Nem tudo é perfeito não é verdade?

    Finalizando…

    Bom, é por aae. To morto, cansado pra kct, ainda não dormi direito por causa da virada do V3. Então vou indo nessa blz modafoca? Depois posto mais, para vocês rirem ou aprenderem(?). Bjo na alcatra.

    [ 27/mar/2008 às 23:09hrs ] [ Por Bruno Dulcetti ] Comentários 1 Comentário |

    Categorias: Eventos,Flash,Tecnologia

    1 Comentário no Post "Adobe Flex 3 e Adobe AIR – Resumo do Evento de Lançamento"

    Postar no Rec 6

    1. Já até comecei a fazer uma aplicação usando o AIR, em breve estarei disponibilizando. 😛

    Tá esperando o quê? Comenta logo.

    
    Copyright © 2005 Bruno Dulcetti | Creative Commons
    Bruno Dulcetti atuante na área de desenvolvimento web / webdesign e colaborador na área de webstandards pelo Blog BrunoDulcetti.com - blog. Atuante na área desde 2000. Atuando na cidade de Niterói/RJ - Brasil. E-mail: bruno@brunodulcetti.com