Bruno Dulcetti



Arquivos:

Categorias:

  • Amizade:

  • Artigos

  • Links:

    O meu, o seu, o nosso espaço!

    » Globo Vídeos agora no seu iPhone

    iPhone com a marca do Globo Vídeos

    Essa notícia já era pra eu ter publicado tem bastante tempo, mas vocês me conhecem, portanto já sabem que eu não posto nada no tempo que deveria. Mas vamos pular essa parte que é uma vergonha e vamos para o conteúdo referente ao título por favor.

    Quer dizer que agora o Globo Vídeos tem uma versão para iPhone?

    Exatamente. É com orgulho que digo isso e que foi bem gratificante participar desse projeto e principalmente com a grande equipe Webmedia, que é a responsável pela parte de vídeos dentro da Globo.com. E finalmente lançamos a versão para iPhone(m.video.globo.com).

    Então você não fez sozinho grande modafoca?

    Galera da Webmedia
    Infelizmente esses filhos da mãe não me esperaram para tirar foto comigo, mas tá valendo 🙂

    Lógico que não né meu nobre. Impossível fazer algo dessa gama sozinho. Eu participei nesse projeto junto com o Vitor Pellegrino, Guilherme Cirne, Caina Nunes, Leonardo Burla, Tiago Motta, Anselmo Alves, Guilherme Chapiewski, fora outros integrantes da equipe, que participaram de outras etapas que não foi a de desenvolvimento em si ou que não trabalham mais conosco.

    Foi uma equipe bem modafoca, que deu conta do recado e que não deixou nada a desejar.

    E como foi participar de um projeto mobile?

    Foi uma experiência bem diferente de todos projetos que já participei, tanto na Globo.com, quanto pessoais mesmo, já que o foco cai um bocado, não precisei me preocupar com o maldito IE, somente com o Safari.

    E eu também pude abusar do CSS 3, Webkit, transições javascript, que é algo meio que obrigatório dentro dos projetos para iPhone e tudo mais e não é possível a utilização hoje nos projetos pois poucos browsers suportam CSS 3 e Webkit totalmente. Mas isso por enquanto 😉

    E os vídeos?

    Vídeo do Globo Vídeos no iPhone

    Todos H264, qualidade excepcional, assim como a equipe Webmedia da Globo.com. Bem acima da qualidade oferecida pelo Youtube e também porque o iPhone não suporta Flash, swf, por isso não poderíamos utilizar vídeos FLV que são utilizados no Globo Vídeos. Com isso, criamos um profile só para o iPhone, que atendesse plenamente o que solicitaram.

    Ficou legal o layout hein Dulça

    Graças ao modafoca Cainã Nunes, o layout ficou excepcional. O resultado ficou fora daquele padrão de aplicativos iPhone, que na minha opinião não tem graça nenhuma. Ficou bem leve, clean e de fácil usabilidade.

    Algum problema no desenvolvimento Bruno?

    Print da Tela do Globo Vídeos no iPhone

    Sempre tem não é verdade? Um dos problemas chatos foi a parte da transição, já que não tínhamos achado nada realmente bom para elas. Um script foi iniciado, que achei pela internet. Funciona legal, mas em browsers como Firefox e tudo mais. Porém, o próprio iPhone não tem muita potência para “suportar” tanto script, com isso, a transição acabou não ficando satisfatória.

    E como vocês resolveram?

    Procuramos no App do Facebook, entre outros, mas sempre tinha algo errado. O do Facebook é legalzinho, mas o slide de voltar não volta visualmente falando. Ao invés dele voltar, indo pra direita, ele continuava sempre no mesmo sentido, pra esquerda. O que soa estranho.

    No final das contas, criamos o próprio script de transição do Globo Vídeos, onde o resultado foi totalmente satisfatório e melhor que muitos projetos iPhones que vemos por ae 😉

    Finalizando

    Bom, foi sucesso participar desse projeto, com essa equipe excepcional. Boa experiência e recomendo bastante à vocês, criarem experimentos para mobile/iPhone.

    E claro, não foi somente o Globo Vídeos que teve sua versão para iPhone, mas também todos os principais produtos da Globo como o Ego, Globo Esporte e G1. Tanto para iPhone, quanto para mobile padrão.

    Como eu disse, demorei um bom tempo para postar isso, já que tem um bom tempo que o projeto foi pro ar. E alguns modafocas da equipe postaram também:

    Aquele abraço e comentem sobre o Projeto.

    [ 25/nov/2008 às 15:52hrs ] [ Por Bruno Dulcetti ] Comentários 10 Comentários |

    Categorias: Criações,Globo.com,Pessoais

    » Rails Rumble 2008 – Eu participei

    Thumb da marca do Rails Rumble

    No final de semana retrasado eu tive a grande oportunidade de participar do Rails Rumble, que é um concurso mundial, onde os caboclos que se inscrevem tem que entregar um aplicativo criado em 48h. Meio louco mas é isso mesmo.

    Canário belga. Um aplicativo em 48h? Difícil hein.

    Um bocado sim. Mas esse é o objetivo. E a linguagem que todos tem que utilizar, obviamente, é Rails.

    E parece meio impossível você criar uma aplicação em apenas 48h, mas isso é possível sim, mas com um planejamento bem estruturado e uma ótima equipe e dedicada. Pelo menos nesse segundo ponto nosso time conseguiu cumprir 🙂

    Quem participou com você Dulcetti?

    Grupo trabalhando no projeto
    Galera fingindo que estava trabalhando

    Bom, a nossa equipe foi a January River, em homenagem a nossa cidade maravilhosa (deu pra perceber né?), e era composta pelos seguintes modafocas:

    Parece meio que uma gang, dois Brunos e dois Pellegrinos, mas foi mais ou menos isso mesmo 🙂

    E o projeto tio Dulça?

    Thumb do projeto Pic My Diet

    Entramos no embalo da Dieta Flash, que chegou a ser transmitida pelo Fantástico e tudo mais. Onde as pessoas tiram fotos do prato que comem e postam no flickr. Com isso, as pessoas olham, inclusive ela mesmo e vê o que comeu, melhorando sua alimentação.

    Meio bizarro, eu sei, mas fazer o que. Dizem que funciona mesmo.

    Estranho mesmo Bruno

    E aproveitamos essa idéia, que venho do modafoca Bruno Carvalho e criamos uma aplicação que não precisava mais depender do flickr. Você sobe sua foto e publica como se fosse um post de blog mesmo, ou como se fosse o flickr.

    Legal hein Dulça

    Bastante, mas infelizmente não deu pra implementar nem 30%, 40% do que planejamos. E tudo isso por culpa da organização e planejamento, que é extremamente importante para qualquer tipo de projeto. O que põe mais ainda na minha cabeça que o Scrum é um modelo perfeito para tal. Por mais que não seja por post-it, mas de qualquer forma temos que ter histórias escritas, elaboradas e um cronograma por elementos e não blocos macros.

    Mas isso é que é legal, pois aprendemos com nossos erros e tudo mais. A vida é assim e fico feliz por ter errado e aprendido com isso e meus camaradas também pensam assim. Os erros são para isso mesmo.

    Mas não pensem que o projeto acabou…

    Naturalmente que não acabou. Estamos melhorando, já metendo a mão no código e fazendo todas as features que planejamos e estamos provendo para o lançamento em breve. Os deixarei informado por aqui 😀

    E o resultado? Onde tá?

    Está aqui meu nobre. Dá uma olhada. Estamos bem na colocação de design, onde o Vinicius mandou muito bem. Estávamos em quinto na última vez que vi e em trigésimo no ranking das aplicações, dentre mais de 200. Lembrando que nem entregamos 30%, 40% do que planejamos.

    Finalizando

    Fica a grande experiência de participar de um projeto foda, de uma pressão absurda. Com isso, eu descobri que consigo trabalhar tranquilamente sobre pressão e sem perder o ritmo, pois dormi na Globo.com às 5h e porrada e acordei 9h, frenético pra terminar o projeto e com gás e vontade de dar certo.

    E foi assim com toda a equipe. E fica a lição pra mim e para todos, que planejamento é tudo. Meu camarada Walmar Andrade fala muito bem sobre isso. Vale a leitura.

    E aguardem o projeto, pois em breve estará no ar 😉 Aproveita e vota no Pic My Diet lá 😉

    [ 27/out/2008 às 22:54hrs ] [ Por Bruno Dulcetti ] Comentários 4 Comentários |

    Categorias: Artigos,Criações,CSS,Flash,Pessoais,Tecnologia,Videolog

    » Portal Globo.com lança sua nova home

    Imagem da Nova Home da Globo.com

    É com grande prazer que venho informar à vocês, que está no ar a Nova Home da Globo.com.

    Totalmente mais leve, pensando no usuário, sem imagens desnecessárias. Agora grande parte, as mais importantes, são feitas com texto.

    Mais espaço.

    Agora a home está com o espaço relativo à resolução 1024x768px, tendo mais espaço para o conteúdo, espaço para a “informação respirar”.

    Tudo isso foi pesquisado, com testes de usabilidade com usuários, entrevistas, entre outras coisas. Eu pude acompanhar alguns testes de usabilidade, é uma experiência bem interessante. Sempre que puder veja um, vale a pena.

    Novidades

    Fora que o plantão de notícias ganha mais destaque na home, fora o espaço para as promoções, etc. O usuário também terá acesso direto à algumas rádios online da Globo, horóscopo, cotações do dólar, programação da TV Globo, entre outras coisas.

    Presente também, a nuvem de tags, com as palavras mais buscadas no Portal, com o peso equivalente para as mais buscadas e menos buscadas. força também aos Blogs da Globo, possuindo um box só para as últimas postagens dos principais blogs.

    Ganham destaque também outras ferramentas e aplicativos, como blogs de colunistas, o fotolog 8P e o Globo Vídeo Chat, além do ranking dos programas mais acessados no site Baixatudo.

    Arquitetura e Organização Visual

    A organização das informações continuam em evidência, com as informações de notícias em vermelho, entretenimento em laranja e esportes em verde, ficando claro e fácil o entendimento e identificação de cada tipo de informação.

    Tudo está com bastante espaço, para o conteúdo respirar, nenhuma informação sufocada, nada muito perto, tudo num espaço relativamente razoável e pensado milimétricamente (ou pixélicamente?).

    Agora está mais fácil de identificar o que é link e o que é texto. Praticamente tudo que for cinza, eh texto normal e o que tiver cor, é um link.

    Um destaque também para a barra superior, o famoso Topo :D. Houve uma mudança bem radical nessa área do site, que é uma das principais, pois é onde o usuário põe o olho de primeira. Em cada área específica do site, a opção ficará realçada, com uma cor mais clara e com uma altura maior, mostrando ao usuário em qual seção, onde ele está.

    Acessibilidade

    Boa parte do projeto foi pensado na acessilibidade. Testamos tudo sem suporte à imagens, sem CSS habilitado, javascript desabilitado, etc. Tudo para que o site fique mais acessível, não só para pessoas com deficiência, mais para dispositivos móveis também.

    Em breve, haverá melhorias na parte do CSS de impressão, que ainda não está 100%.

    Participação

    Implementei boa parte do HTML, somente a página de Todos os sites e alguns boxes da home que acabei não participando por ter torcido o tornozelo e ficando uma semana fora do trabalho, com isso, outro rapaz, meu camarada Kenji, acabou pegando essa parte.

    Toda parte de HTML, CSS e um pouco de Javascript, concluído, verificado, validado, refeito, refeito novamente. Foi um trabalho árduo, que durou uns dois meses para ser concluído.

    Foi criado um documento de Boas Práticas de Implementação, tanto de CSS, HTML e JS, tudo publicado no wiki interno da empresa, para todos estarem cientes de cada alteração e informação adicionada.

    Fiquei bem feliz quando soube que seria o responsável na implementação e estruturação da Nova Home.

    Finalizando

    Alguns não gostaram de cara, está mais “pobre” visualmente falando, mas não acho tanta coisa. Hoje em dia o design não é tão levado em conta. Hoje, a informação, o conteúdo, estruturação, estão em alta, fora a leveza, rapidez no carregamento, entre outras coisas.

    Mas provavelmente, com o tempo e o costume, os usuários começarão a se acostumar com a nova cara.

    Eu gostei. E você?

    Aquele abraço.

    [UPDATE]

    Vou postar aqui links que estão falando sobre o lançamento da nova home:

    E só pra constar, eu só implementei o código, não fiz o layout do Portal não ;).

    [/UPDATE]

    [BBL]1024×768, acessibilidade, bbb, bruno-dulcetti, criações, css, desafio, desenvolvimento, ferramentas, globo, globo.com, html, internet, layout, pessoais, tecnologia, usabilidade, xhtml[/BBL]

    [ 30/ago/2007 às 2:28hrs ] [ Por Bruno Dulcetti ] Comentários 49 Comentários |

    Categorias: Criações,Pessoais,Tecnologia,Webstandards

    » Meta Tags. Quais e como utilizar na sua página.

    E ae cambada.

    Hoje falarei sobre a utilização das meta-tags em sites, blogs, etc. É uma utilização simples, mas que muitas pessoas têm duvidas sobre como proceder, quando utilizar tais metas, entre outras dúvidas.

    Tentarei falar sobre algumas das principais metas, pelo menos em minha opinião. Mas claro que vocês podem comentar sobre outras metas tags, outros tipos de funcionamento ou algum erro descrito por aqui.

    O que são essas metas tags?

    São parâmetros dentro do html, que foram criados para facilitar a vida dos buscadores web (Google, Yahoo, MSN, etc), incluindo-os nos seus respectivos bancos de dados. Com elas você também pode assinar o site que você criou, fazer redirecionamentos, entre outras coisas.

    Sucesso! Mas como devo utilizá-las?

    Mole, mole. Coloque-as entre as tags <head> e </head> da sua página HTML.

    E quando devo utilizá-las?

    Sempre, pelo menos é a minha opinião 😀 Em todas as páginas devemos colocar as metas tags, tanto páginas principais quanto páginas internas. Sua inclusão auxilia e ajuda na aparição nos buscadores web.

    Hmmm… Legal Bruno, mas poderia explicar melhor?

    Claro, claro. Tentarei explicar um pouco melhor sobre as metas tags, cada uma delas, pelo menos as principais que irei explica aqui.

    Explicações Gerais:

    A tag meta tem um atributo obrigatório, o content. Este atributo recebe o conteúdo em texto, etc. O seu conteúdo refere-se a outro atributo, que pode ser o name ou o http-equiv, por isso que é a único obrigatório.

    Pra entender melhor, dois atributos seriam obrigatórios, o content mais o atributo name ou o atributo http-equiv.

    Atributos Opcionais

    São três os atributos opcionais:

    • http-equiv: Seus valores podem ser content-type, expires, refresh e set-cookie. Seus valores, geralmente influenciam no conteúdo do site, redirecionamento, etc.
    • name: author, description, keywords e generator. Seus valores influenciam nos buscadores, informações sobre a construção do site, etc.
    • scheme: atributo pouco utilizado e pouco comentado. Com ele você definir o tipo de conteúdo inserido no atributo content. Por exemplo, você define:

      <meta name="DC.identifier" content="http://www.brunodulcetti.com/" scheme="URL" />
      Este exemplo eu estou dizendo que o atributo name que recebe DC.identifier, recebe o conteúdo como uma URL, definido no atributo scheme e pega o valor do atributo content, que no caso é meu site.

    Agora lá vem as metas tags que utilizam o atributo http-equiv.

    As meta-tags que contenham o atributo http-equiv são usadas para controles corresponde ntes as chamadas HTTP. Alguns buscadores não diferenciam os valores nos atributos “name” ou “http-equiv”.

    <meta http-equiv=”expires” content=”Tue, 17 Oct 2006 06:16:00 GMT” />

    Utilizado para informar ao navegador quando a página expirará. Seu uso também pode referir-se ao cache do usuário, por exemplo, se a página expirou, o navegador fará uma nova requisição no servidor, com isso, fazendo um novo “download” da página.

    Você pode colocar um valor 0 (zero), que fará com que o navegador SEMPRE faça uma nova requisição, ignorando o cache.

    Também serve para os buscadores validarem a página, que faz com que os buscadores atualizem o conteúdo do site dentro dos registros do BD dos próprios.

    <meta http-equiv=”content-type” content=”text/html; charset=UTF-8″ />

    Essa é velha conhecida da galera (pelo menos deveria 😉 ). Ela diz qual o conjunto de caracteres será utilizado dentro da página.

    A parte do content, temos o tipo de conteúdo da página. No caso acima, citei o html, temos também o application/xhtml+xml e o application/xml, que significam respectivamente a utilização do xHTML com XML e apenas o XML na página.

    No charset, você define a codificação do conteúdo da página. O mais comum é o iso-8859-1, mas temos também o UTF-8 que é bastante utilizado e foi o que eu utilizei no exemplo.

    <meta http-equiv=”refresh” content=”3;URL=http://www.brunodulcetti.com/index.php” />

    Alguns desconhecem este recurso, muitas pessoas às vezes querem fazer um refresh na mesma página ou então fazer um redirecionamento para uma nova página. Vemos isso em sites de notícias que são atualizados num pouco espaço de tempo, sites que mudaram o endereço e redirecionam para a url correta, entre outros exemplos.

    Isto pode ser feito com apenas uma linha. Primeiro vemos o valor Refresh, que nem preciso explicar o que é isso 😉 , depois temos o atributo content, que contém um número, neste caso o número 3, que significa a quantidade de segundos que o site esperará até ser feito o refresh novamente. Depois vemos, dentro do atributo content, um sub-atributo URL, que dirá a página que será chamanda. Pode ser a mesma, caso seja o exemplo da página de notícias, ou uma nova, caso seja a mudança de url do site.

    <meta http-equiv=”content-language” content=”pt-br” />

    Conhecida pela maioria dos desenvolvedores também. Esta serve para referenciar a linguagem do conteúdo da página.

    Ajuda bastante nos buscadores que possuem diferentes idiomas (como o Google), que vão direcionar a página no idioma que ela se refere. Ajuda também caso o idioma citado tenha acentuação (Nosso Português, por exemplo), corretores ortográficos, etc.

    Uma breve listagem de idiomas:

    • pt-br: Português do Brasil;
    • en: Inglês
    • es: Espanhol

    Entre muitas outras.

    Concluindo Parte I

    Temos outros valores, mas apenas comentei sobre os principais, em minha opinião.

    Agora algumas das metas tags que utilizam o atributo name.

    As meta-tags com o atributo name são utilizadas para outros tipos de controles que não correspondem às chamadas HTTP.

    <meta name=”description” content=”Aqui vem a descrição do seu Site” />

    Essa é velha conhecida da galera também. Aqui você coloca uma breve descrição do seu site. Muitos tentam ser “malandros” e colocam enormes descrições, mas não sabem que os buscadores limitam-se a ler cerca de 200 caracteres, descartando e dificultando o posicionamento de sites com mto conteúdo nessa tag.

    <meta name=”keywords” content=”css, artigos, xhtml, php, webstandards” />

    Outra velha conhecida, mas que têm suas limitações que muitos desconhecem. Já vi alguns sites que recomendavam a utilização de várias palavras, enchendo, lotando de “tags”. Mas poucos desconhecem que é recomendado apenas a utilização de 3 a 5 palavras, variando de página a página.

    Os buscadores reconhecem quando o site utiliza muitos e o considera um “burlador”, digamos assim, fazendo com que perca posições.

    É bom também colocar diferentes palavras dentro das páginas, mas TODAS que sejam referentes ao conteúdo do site, pois o buscador poderá “puni-lo” por tal ação.

    <meta name=”robots” content=”index,follow” />

    Esta meta tag é muito importante, porém, alguns não saibam disso. Essa meta tag que irá dizer se seu site ficará visível nos sites de busca ou não.

    Mas por que eu não iria querer não indexar meu site?

    Seu site pode ser, às vezes, em frames :o, ou então é aberto em uma popup, entre outras opções. Não seria legal essa página dentro da popup ou frame, aparecer fora da página “mãe” correto?

    Temos a seguinte listagem de valores para o atributo content:

    » index,follow
    Esta opção faz com que a página que contenha esta meta tag e as urls referenciadas nelas, sejam indexadas pelos buscadores.
    » noindex,follow
    Com esta, você indexa, somente, as urls referenciadas na página, não indexando ela própria.
    » index,nofollow
    O contrário da anterior. Somente a página que contém esta meta tag será indexada, fazendo com que as urls referenciadas nela não sejam indexadas.
    » noindex,nofollow
    Não indexa nenhuma das páginas, nem as urls referenciadas e nem ela própria. (*)
    » noarchive
    Esta opção faz com que os buscadores não armazenem uma cópia do seu site em cache. Sua utilização requer um pouco de cuidado, pois uma vantagem em não utilizá-la, é que caso seu site fique fora do ar por algum problema, ele ainda continuará sendo indexado, mas caso escolha utilizá-la, automaticamente é retirado. Vemos isso várias vezes no Google, por exemplo, que páginas continuam indexadas e quando clicamos, dá o famoso erro 404.

    (*): Você pode também escolher qual site irá indexar ou não o seu site basta saber o “nome” do bot. Segue um exemplo abaixo do Google.

    <meta name="googlebot" content="noindex,nofollow" />

    Neste caso, somente o Google não indexará o seu site. Mas convenhamos, quem vai querer fazer isto? 😉

    Pesquisei sobre a utilização dessa meta tag e ouvi falar que é bom, os buscadores “dão valor” para quem diferencie corretamente as páginas. Por exemplo, na sua página principal, vc quer indexá-la logicamente, mas uma página de contato, por exemplo, não é tão interessante, a página de obrigado desta página de contato, etc.

    Os buscadores “enxergam” que você diferencia e sabe utilizar tais recursos e podem melhorar seu posicionamento, etc.

    <meta name=”author” content=”Bruno Dulcetti” />

    Nesta referência, você coloca o autor da página criada, no caso você 😉 É uma forma de mostrar que você fez o site, etc. Nem todos olham o código-fonte da página, mas nem por isso não devemos levar em conta que não seja válido colocar 😉 É bom lembrar também que os buscadores levam em conta os termos que estejam na página, portanto, se seu nome aparece nos 50 sites que você criou, são 50 referências para o seu nome e isso conta para eles.

    <meta name=”generator” content=”Notepad” />

    Opcional, geralmente colocado automaticamente pelos programas geradores de código (Dreamweaver, Home Site, Front Page, etc). Não faz nada demais, só mostra qual Software utilizado para a construção da página.

    <meta name=”revisit-after” content=”01 days” />

    Não muito utilizada hoje em dia por causa dos spammers nos buscadores, mas era uma tag bem utilizada e considerada importante antigamente.

    Você ajusta a quantidade de dias que os buscadores re-visitariam sua página para atualizar os dados contidos nela.

    <meta name=”reply-to” content=”seu@email.com” />

    Completamente opcional também. Aqui você adiciona seu e-mail para contato. Mas como o author, só funciona quando vemos o código-fonte da página.

    Não recomendo muito sua utilização, pois com esses programas que capturam e-mails para envio de spam, seu e-mail pode acabar ficando mais vulnerável a esses programas.

    Concluindo

    Antigamente, a utilização das meta-tags era crucial, os buscadores levavam em conta, principalmente a utilização delas, não tinham muitos critérios, etc.

    Hoje em dia, nós sabemos que um código semântico, sendo utilizado corretamente, com boas linkagens para ele, ser “popular” digamos assim, o conteúdo em si, vale muito mais hoje em dia que as meta tags.

    A utilização ajuda, não deixem de utilizá-las, mas não pensem que apenas colocando um description e um keywords, você verá seu site em primeiro lugar no Google.

    Finalizando

    Bem, é isso. Deixarei aqui, um código com as meta tags que acho importantes na criação de um site. Claro que isso pode variar de site pra site, página pra página, de desenvolvedor pra desenvolvedor e de opinião pra opinião. Estou apenas deixando a minha.

    <meta http-equiv="content-type" content="text/html; charset=UTF-8" />
    <meta http-equiv="content-language" content="pt-br" />
    <meta name="description" content="Aqui vem a descrição do seu Site" />
    <meta name="keywords" content="css, artigos, xhtml, php, webstandards" />
    <meta name="robots" content="index,follow" />
    <meta name="author" content="Bruno Dulcetti" />

    Espero que tenha ajudado a alguém aqui com mais esse artigo 😀

    Akele abraço ae.

    [BBL]artigos, criações, desenvolvimento, dicas, html, meta, programação, tags, tutorial, xhtml, webstandards[/BBL]

    [ 18/out/2006 às 12:26hrs ] [ Por Bruno Dulcetti ] Comentários 134 Comentários |

    Categorias: Artigos,Criações,Webstandards

    » Segunda Versão. Finalmente saiu. Brunaum v2.0 Flexpower!

    Ok galera, podem zuar… 😛

    Não acredito! É Verdade? Estou sonhando!?!!? Não creio!?!?!

    Tah bom, tah bom, parem de sacanear ow… Finalmente saiu essa bagaça de segunda versão. 😀 Tudo bem, tudo bem, pode não ser revolucionária, aquela coisa estrondosa, caramba, e talz… Mas é a segunda versão do meu Blog e Portfólio.

    Prestes a completar um ano de existência, consegui, finalmente, mudar o layout desse blog/portfólio.

    Parte Visual

    Na parte visual, vocês podem perceber que deixei do lado aquele topo com os macaquinhos né? Tanto no Blog, quanto no meu portfólio, sairam os simpáticos animais que tinham no fundo do campo. As imagens era um pouco pesadas, foi um dos pontos que mais me fizeram retirá-las.

    Recebi no início algumas críticas, às vezes um pouco agressivas, dizendo que era plágio do Felipe Memória, etc. Quis acabar com isso, apesar de nem ter passado na minha cabeça essa idéia de copiar do Memória, etc…

    Mas mesmo assim, continuo utilizando os animais discretamente. Cada seção do portfólio, tem seu respectivo animal que tem um simbólico significado (Essa tuh conhece né Gio? :D). Quem quiser, pode tentar descobrir ae, postar, etc… 😉

    Mudança nos labels do Menu

    É verdade, mudei aqueles labels do menu. Alguns às vezes podem não entender muito bem o que quer dizer, por isso fui mais direto, não utilizando somente um nome, mas fazendo uma pequena referência.

    Tenho é que arrumar o menu, pois se o tamanho da fonte é aumentada, o menu quebra linha, ficando estranho. Tenho que ver um jeito de resolver isso. Mas é melhor colocar agora e ir ajeitando, senão nunca colocarei no ar. 😀

    Gostei dos títulos hein Bruno.

    Deu pra ver que dei uma mudada né? Tem o animal referente a seção com um texto em imagem sobre a seção, com um sub-título em texto normal. Eu gostei do resultado, espero que agrade também.

    Hmmm… Layout líquido, boa hein.

    É sempre bom pensar no seu cliente, leitor, etc. Sempre que possível, utilizar layouts líquidos é a melhor opção, pois o responsável pela largura do site é o usuário e não você 😉

    Tudo bem que é um pouco mais complicado, mas é possível. 😀 Ainda tenho que implementar um max e min-width pro i.e., já vi alguns artigos sobre, mas é uma gambiarra em cima da outra e deixei pra depois. Quem tá no Firefox percebe que ele tem uma largura máxima, para não dificultar a leitura dos posts. 😉

    Simpática essa sua Barra Lateral Bruno.

    Obrigado, eu que fiz. 😛 Eu preferi ocultar alguns dos elementos, deixando com os leitores a opção de visualizar ou não cada opção: Arquivos, Categorias, Artigos e Amizade. Basta somente um clique para visualizar o conteúdo. Lembrando que em Amizade e Artigos, somente cinco são visualizados, para não ter muita informação.

    Na parte de links, eu padronizei algumas das imagens, deixando com um padrão de largura e altura para a grande maioria.

    Legal essa “iconizada” que você deu no formulário…

    Show de bola né? Acho legal a presença de ícones em algumas partes do conteúdo para melhor entendimento das informações que é transmitida.

    Parte de código

    Essa parte é sempre a mais difícil de todas (na maioria das vezes :P). Ainda não está validado e nem sei se será possível validar tudo :P. Mas eu garanto que tentarei, eu juro 😀

    Os artigos anteriores eu ainda terei que ajeitar algumas coisas… Nem todas as tags estão declaradas corretamente no css, tenho que ver isso… Terei que analisar post por post para ficar tudo buniotinho (to ferrado, eu sei :P).

    Mto bom Brunaum. Temos alguma novidade

    Já estava quase esquecendo, ainda bem que você me lembrou :D. Criei mais duas categorias, que estarei postando a partir de hoje sempre que puder.

    Categoria Colírios

    Essa categoria eu postarei sites que podem servir de inspiração para todos. A grande maioria será webstandards, mas postarei algo em Flash também.

    Categoria Videolog

    Esta categoria eu utilizarei, na sua grande maioria, para postar vídeos em destaques no Videolog.tv, no qual já falei sobre no meu Blog.

    Postarei também novidades que rolarem dentro do Portal. 😉

    Agradecimentos

    Queria agradecer a galera q deu apoio na criação dessa nova versão do Blog/Portfólio. Ao Gio a quem eu mostrei o layout e código antes de estar pronto (eu acho que foi né :D), ao Micox q chegou a dar uma olhada também e vem aturando um pouco umas dúvidas minhas :D, ao Feitosa que me ajudou em algumas coisas em PHP, tanto para trabalhos qnt aki no Blog (nem ele sabia disso… uahuauhaua), temos também o Pedro Taranto que me aturou nas dúvidas em Flash pro Videolog.tv, o Bruno Ribeiro que assim como o Taranto, me ajudou no Videolog, tem o Lucas Ferreira que me deu uma ajuda no Videolog.tv também e pra completar a galera do MMUG-RJ tem o Wallace Rettich que deu alguns toques pro Blog também.

    Tem mto mais gente pra agradecer ae, mas tenho q terminar logo isso e colocar a nova versão no ar… 😀

    Finalizando…

    Bom, é isso… Queria agradecer a todos ae que frequentam e assinam o feeds deste Blog. Está perto de completar 1 ano de posts sobre webstandards e tecnologia em geral.

    Espero poder ajudar a galera em mais vários e vários anos de existência se possível. Seja com tutoriais, dicas, ou bate papos e curiosidades.

    E não liguem se estiver com algo meio errado, ainda estou agilizando tudo aqui no Blog ok? Lembrando também que a parte de portfólio ainda está incompleta 😀

    Akele abraçooooo…

    [BBL]blog, blogosfera, criações, layout, líquido, novo, pessoais, webstandards[/BBL]

    [ 03/set/2006 às 23:16hrs ] [ Por Bruno Dulcetti ] Comentários 11 Comentários |

    Categorias: Blogosfera,Criações,Pessoais,Webstandards

    » Palestra Online – Webstandards

    Falae galera.
    Depois de um tempo, estou aqui postando o link com a palestra online que dei via Breeze, pelo MMUG-RJ, Grupo de Usuário Macromedia/Adobe do Rio de Janeiro.

    Desculpem pela demora, eu já estava com o link, mas acabei esquecendo de postá-lo aqui ou no fórum :D. A palestra foi no dia 26/04/2006 às 14:30h, com o tema “Web standards – Truques & Dicas”.

    Chega de enrolação, assistam a palestra.

    Infelizmente não tem como fazer o download, a não ser que vocês capturem o vídeo. Tentarei fazer isso, conseguindo, posto no meu videolog.

    Aquele abraço a todos.

    [ 12/maio/2006 às 9:31hrs ] [ Por Bruno Dulcetti ] Comentários 2 Comentários |

    Categorias: Artigos,Criações,Tecnologia,Webstandards

    » Blog Colletivo

    E ae pessoal. Hoje venho falar aqui de um Blog recente, o Colletivo. Um Blog de pensamentos, entre outras coisas em que participam dele, Bruno Dulcetti (Eu), Bruno Ribeiro (Coordenador do MMUG-RJ) e o A. Soles (um rapaz que eu nem conheço, mas participa lah :D).

    No Colletivo, falamos sobre assuntos variados, tecnologia, música, cotidiano (não necessariamente nessa ordem). Eu o utilizo para postar alguns pensamentos, já que este aqui eu deixo para assuntos mais profissionais, sobre webstandards, artigos, entre outras coisas a mais.

    Postei meu primeiro texto lah, sobre “Essa Globalização Tecnológica…“. É um texto extrovertidos, nada muito sério, contando um episódio recente que aconteceu comigo e achei interessante repassar para o pessoal que frequenta o Blog.

    Espero que gostem não só do texto, mas também do Blog. Tentarei postar o máximo possível aqui e lá tb.

    Visite o Blog agora.

    Aquele abraço.

    [ 10/maio/2006 às 16:10hrs ] [ Por Bruno Dulcetti ] Comentários 3 Comentários |

    Categorias: Criações,Pessoais,Tecnologia

    Próxima Página »

    
    Copyright © 2005 Bruno Dulcetti | Creative Commons
    Bruno Dulcetti atuante na área de desenvolvimento web / webdesign e colaborador na área de webstandards pelo Blog BrunoDulcetti.com - blog. Atuante na área desde 2000. Atuando na cidade de Niterói/RJ - Brasil. E-mail: bruno@brunodulcetti.com